Negociadores chefes comerciais da China e EUA manterão comunicação segundo instruções de seus presidentes

2019-06-21 00:46:40丨portuguese.xinhuanet.com

   Beijing, 20 jun (Xinhua) -- Os negociadores chefes comerciais da China e dos Estados Unidos manterão comunicação de acordo com as instruções dos dois chefes de Estado, disse o Ministério do Comércio chinês na quinta-feira.

As equipes de negociação de ambos os lados implementarão seriamente as instruções e farão preparativos para a reunião dos dois chefes de Estado durante a cúpula do G20 em Osaka, disse o porta-voz do Ministério do Comércio, Gao Feng, em uma coletiva da imprensa.

Os princípios, a posição e a atitude fundamentais sobre as negociações comerciais China-EUA têm sido consistentes e claros, e as preocupações essenciais da China devem ser tratadas adequadamente, disse Gao.

"Tomamos conhecimento de que as partes, incluindo os exportadores, varejistas e empresas de manufatura dos EUA, expressaram objeção às tarifas adicionais sobre produtos chineses, assim como preocupações com o impacto inevitável das tarifas nas empresas e famílias comuns americanas", disse Gao ao comentar as audiências públicas dos EUA sobre as tarifas adicionais propostas em US$ 300 bilhões de produtos chineses.

"Não há nenhum vencedor em uma guerra comercial", disse.

Se os EUA insistirem em tomar medidas comerciais unilaterais contra a China, gerará impactos severos em seu próprio desenvolvimento econômico e no bem-estar do seu próprio povo, indicou Gao.

"A China se opõe firmemente ao bullying comercial de tarifas adicionais unilaterais e à escalada das fricções comerciais, e ela tomará contramedidas necessárias", disse Gao.

"Esperamos que o lado americano pare com sua conduta imprópria o mais cedo possível para evitar maiores perdas sofridas pelas empresas e consumidores em ambos os países e a geração de recessão para a economia global, e para criar condições e ambiente necessários para a solução dos problemas através do diálogo em pé de igualdade," Gao disse.

Como as duas maiores economias do mundo, a China e os EUA têm estruturas econômicas complementares, ligações bem estreitas e enormes interesses convergentes, acrescentou.

"Acreditamos que ambos os lados podem descobrir meios para resolver adequadamente seus problemas através do diálogo equitativo, e acomodar as preocupações legítimas um do outro", disse.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001381596871