Desigualdade de renda entre trabalhadores brasileiros é recorde, mostra estudo

2019-05-22 15:37:41丨portuguese.xinhuanet.com

Rio de Janeiro, 21 mai (Xinhua) -- A desigualdade de renda entre os trabalhadores do Brasil atingiu no primeiro trimestre de 2019 o maior nível em sete anos, segundo um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) com base em dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O aumento da desigualdade de renda entre os trabalhadores se manteve pelo 17º trimestre consecutivo, confirmando a tendência mostrada pelo Banco Central de que o PIB cairá 0,68% no período.

O índice de Gini, que mede o grau de desigualdade em uma escala de 0 a 1, sendo zero a menor desigualdade, aumentou de 0,625 no quarto trimestre de 2018 para 0,627, afirmou a FGV.

"A desigualdade crescente está marcada pela falta de emprego e pelo recorde de falta de expectativas para encontrar emprego", explicou o coordenador do trabalho, o pesquisador Daniel Duque, do Instituto Brasileiro de Economia da FGV.

Este é o maior nível de desigualdade registrado pelo estudo, realizado desde 2012.

Antes da crise iniciada em 2015 com a recessão econômica, os mais ricos tiveram um aumento de 5% da renda acumulada e os mais pobres, de 10%.

Depois da crise, o aumento da renda dos ricos foi de 3,3% enquanto os pobres sofreram uma queda de 20% no que ganham.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001380802091