Chanceleres da China e da Suíça conversam por telefone sobre laços e cooperação

2021-11-28 18:18:06丨portuguese.xinhuanet.com

Beijing, 28 nov (Xinhua) -- O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, conversou no sábado por telefone com o vice-presidente e ministro das Relações Exteriores da Confederação Suíça, Ignacio Cassis, sobre relações bilaterais e cooperação.

Wang disse que a Suíça está entre os primeiros países ocidentais a reconhecer e estabelecer relações diplomáticas com a República Popular da China, e nos últimos mais de 70 anos as relações China-Suíça mantiveram um desenvolvimento sólido e acumularam experiências benéficos.

Em primeiro lugar, os dois países se respeitam, tratam um ao outro como iguais, respeitam suas diferenças e aprendem um com o outro para uma melhoria comum, disse Wang.

Em segundo lugar, com espírito pioneiro e inovador, os dois países criaram muitos "primeiros" incluindo o estabelecimento de uma "parceria estratégica inovadora", fornecendo um forte motor para o desenvolvimento das relações bilaterais.

Em terceiro lugar, os dois lados uniram as respectivas forças para aprofundar a cooperação prática com base no benefício mútuo e na cooperação ganha-ganha, de modo a trazer benefícios tangíveis para os dois povos, acrescentou.

De janeiro a setembro, disse Wang, com os dois lados conseguindo superar o impacto da pandemia de COVID-19, seu comércio bilateral aumentou mais de 70% em relação ao ano anterior, mostrando a resiliência e vitalidade das relações China-Suíça e o importante papel do Acordo de Livre Comércio China-Suíça.

Wang disse que a China e a Suíça se apoiaram na luta contra a pandemia, e as bandeiras nacionais dos dois países na Montanha Matterhorn, na Suíça, e na Montanha de Neve Yulong, na China, enviaram um sinal de unidade.

A Suíça é a sede da Organização Mundial da Saúde (OMS), disse ele, e a China está pronta para trabalhar com a Suíça para apoiar a OMS no seu devido papel e contribuir para a distribuição equitativa de vacinas em todo o mundo.

Observando que a Suíça é um país forte nos esportes de inverno, Wang disse que a China está disposta a fortalecer ainda mais os intercâmbios e a cooperação na construção de locais e treinamento de pessoal, de modo a enriquecer as relações China-Suíça e promover conjuntamente o desenvolvimento de esportes de inverno.

A Suíça também é a sede do Comitê Olímpico Internacional, e ambos os lados devem resistir conjuntamente às tentativas de politizar o esporte, e devem proporcionar um ambiente saudável para eventos internacionais, ressaltou.

Cassis concordou com o que Wang disse. Ele enfatizou que a Suíça e a China têm uma relação sólida e próxima, graças ao seu respeito mútuo, confiança mútua e apreciação mútua.

A parceria estratégica inovadora entre os dois países, disse Cassis, destacou ainda mais o espírito orientado à inovação de ambos os lados.

O lado suíço parabenizou a China por suas grandes conquistas na luta contra a pandemia, agradeceu à China por fornecer apoio e cooperação à Suíça e elogiou o importante papel da China na promoção da recuperação econômica global, disse ele.

A Suíça se opõe à politização dos esportes, disse ele, estendendo os parabéns pelo bom progresso dos preparativos para os Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing e expressando a crença de que as Olimpíadas serão um sucesso.

Os dois lados concordaram em iniciar negociações sobre a atualização do Acordo de Livre Comércio China-Suíça o mais rapidamente possível. Também trocaram opiniões sobre o multilateralismo.

Wang disse que tanto a China quanto a Suíça são apoiadores da globalização e advogados do multilateralismo.

A China aprecia o papel construtivo da Suíça na promoção da resolução política de disputas internacionais, disse Wang, acrescentando que a China e a Suíça devem trabalhar juntas para praticar o verdadeiro multilateralismo.

Os dois lados devem salvaguardar conjuntamente o sistema internacional com as Nações Unidas como núcleo, a ordem internacional baseada no direito internacional, as normas básicas das relações internacionais baseadas nos propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas e o regime multilateral de comércio com a Organização Mundial do Comércio em seu núcleo, disse Wang.

Cassis concordou com as observações de Wang, dizendo que, no contexto do aumento das tensões geopolíticas, a Suíça acredita que o mundo deve apoiar e promover firmemente o multilateralismo, e apoiar a OMS e outras organizações internacionais no seu devido papel.

Wang observou que Cassis disse recentemente que seu país está sempre pronto para desempenhar o papel de um construtor de pontes em assuntos internacionais, acrescentando que isso é um reflexo da vantagem única e influência especial da Suíça, que a China aprecia.

Ele disse que a China espera que a Suíça possa servir como uma ponte entre as civilizações oriental e ocidental, entre países desenvolvidos e em desenvolvimento, e especialmente entre a Europa e a China.

Essa ponte, disse Wang, deve ser construída sobre o multilateralismo, com as leis e os regulamentos internacionais como seu pilar, bem como equidade e justiça como seu passaporte, para que possa permanecer firme e por muito tempo, e obter mais apoio da comunidade internacional e se tornar mais popular.

Cassis também disse que essa conversa telefônica com Wang foi rica em conteúdo e espera se encontrar com Wang pessoalmente o mais rápido possível, e continuar o processo estratégico de diálogo entre os dois países.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugestões para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 0086-10-8805-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001310338474